domingo, 5 de fevereiro de 2012

se deitado  no meu ventre
 dormisse dentro de mim
por destinos existiríamos?

dos enumerados da pele
os restos. seriam  restos
e eu te amaria em sobras.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. o verso existe
    antes do poeta assiná-lo

    o encontro dá-se
    quando se alcançam
    no infinito

    Beijinho carinhoso, Dani poeta!

    ResponderExcluir
  3. um não se bastar neste existir, tão âmago em si


    beijo

    ResponderExcluir

amig@s

aquilo que queria dizer.

Tecnologia do Blogger.