terça-feira, 31 de maio de 2011

a friagem do peito deixa leve
olhe a pedra
e as águas

- no encontro delas

a palavra
que cura

molha a língua
dança
 e namora.

5 comentários:

  1. linda, hoje, pra me encontrar, te ellenizo.
    um beijo.

    ResponderExcluir
  2. dani,
    vi seu comentário no meu blog só hoje..

    gostei da proposta da horta, o problema serão os apelidos... (meu tomatinho, jilózinho do papai, rs)

    lê-se fuádi talal

    um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Você tem o vício de comover-me a cada palavra que desvenda.

    ResponderExcluir

amig@s

aquilo que queria dizer.

Tecnologia do Blogger.