sexta-feira, 14 de maio de 2010

poema i

acordei sentindo-
me, dói a dor dele,
nos ossos o frio
abandona tudo
até a vida
apega-se ao vazio
e atingi o peito
do corpo que te ama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

amig@s

aquilo que queria dizer.

Tecnologia do Blogger.