sexta-feira, 21 de outubro de 2011

não sei quantos dias tem o ano
nem a sequência dos meses
acorrentados os meridianos da pele
guardam traços imaginários
(e é segredo)

2 comentários:

  1. o tempo-espaço de fato deve pouco importar a quem lida com o mundo com (rascunhos?)poemas prontos! como esse.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. e o segredo se faz em lamina que corta e vicia,


    beijo

    ResponderExcluir

amig@s

aquilo que queria dizer.

Tecnologia do Blogger.