quinta-feira, 22 de setembro de 2011



o poema é quando a palavra se expande
dentro de mim e me enche de ausências

4 comentários:

  1. Há ausências que são germinação de anseios...

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. poesia gera vácuo.

    moça, tava vendo/lendo uns caligramas na internet e ficando embasbacado. que dia você vai criar um e postar aqui pra gente? você que sabe o caminho das letras e dos desenhos...

    bjo!

    ResponderExcluir
  3. Que belo! Passeando pelos blogs, encontrei o teu e quis acompanhá-lo,moça.
    Sentimento recíproco este de esvaziar-se. E tbm de preencher-se do vazio (pq não?) através da poesia.
    Belo!!!

    Se quiser conhecer o meu blog, serás bem vinda! Um abraço!
    =D

    ResponderExcluir

amig@s

aquilo que queria dizer.

Tecnologia do Blogger.